terça-feira, 8 de maio de 2012

Cidades começam a definir candidatos para 2012



Com a proximidade do mês de junho, que além de Olimpíadas e São João tem também convenções partidárias e escolhas de candidatos e candidatas a prefeito e a vereador, as cidades interioranas começam a definir suas disputas eleitorais para o pleito de 7 de outubro próximo.

Em Afogados da Ingazeira, o gerente do Prorural, José Patriota (PSB), disse que já tem o apoio de 13 partidos para disputar a prefeitura em outubro próximo. Candidato do prefeito Totonho Valadares (PSB), Patriota terá como adversário a ex-prefeita Giza Simões (PSDB), que diz ter o apoio de 12 (sete da Frente Popular e cinco da oposição). Juntando os dois já são 25 partidos numa só eleição.

Já em Tuparetama, o prefeito Sávio Torres (PTB), anunciou os nomes que vão compor a chapa governista para a candidatura à reeleição no município. A chapa será encabeçada pelo secretário Walmir Tunu (PTB) e, como vice, Romero Perazzo (PR). Segundo Sávio, os nomes foram definidos com base em uma pesquisa de opinião pública.

Por sua vez, em Salgueiro, o vereador e pré-candidato à Prefeitura, Alvinho Patriota (PV), recebeu apoio de expressivas lideranças do DEM e do PR. “O Democratas está ciente de que ele (Alvinho) será o candidato da oposição”, disse Dr. Chico (DEM), mostrando alegria ao ver realizado o seu desejo de unir os Partidos de Oposição em torno de um único nome.

Em Buíque, o ex-prefeito Arquimedes Valença (PTB) insiste em dizer que é candidato à sucessão do atual prefeito Jonas Camelo (PSD), também candidato à reeleição. Ele teve uma prestação de contas rejeitada pela Câmara de Vereadores, o que o colocaria dentro da Lei da Ficha Limpa. Ele diz que está limpo e pode ser candidato. Resta saber se o TRE vai dizer a mesma coisa na hora de registrar a candidatura. Pelo PSB, a ex-vice-prefeita Miriam Briano continua firme com sua pré-candidatura.

Já em Agrestina, as contas do ex-prefeito Josué Mendes (PTB), referentes ao exercício de 2007, foram reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado. A publicação ocorreu no último dia 4, no Diário Oficial. Com a decisão, a disputa pela sucessão municipal em Agrestina volta a embolar, já que Josué fica inelegível por se enquadrar na lei da ficha limpa. Ele havia confirmado seu nome como vice na chapa majoritária que tem na cabeça o atual vice-prefeito Tiago Nunes, rompido com a prefeita Carmem Miriam (PT).

Por fim, em Ibimirim, até agora três nomes estão na disputa pela Prefeitura: Adauto Budegão (PP); Silvio Eraldo (PR) que conta com o apoio do atual prefeito Padre Marcos (PSDB); e o Professor Edeson do PT. Outro nome que era cogitado era o de Roni Rolim (PTB), mas a Lei do Ficha Limpa o derrubou e agora ele ficou fora da disputa e pode também estar perdendo o controle da legenda no município.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário